Hidratando a Alma: Palestra “Crenças Limitantes” – Rafaela Motta

10 novembro 2019

Oooieeee!

Bora hidratar a alma nesse domingão e hoje a palestra espírita é com Rafaela Motta com o assunto Crenças Limitantes. O evento ocorreu no dia 26 de Outubro de 2019 na Comunhão Espírita de Brasília – DF.

(Clique aqui para conhecer o conteúdo exclusivo no Instagram)

A palestrante começa falando que desde da nossa chegada ao mundo vamos internalizando crenças e as mesmas são absorvidas através de exemplos ou repetições. Dá o exemplo da criança que apanha da mãe, cresce achando ser uma forma de amor e repete o comportamento com outras pessoas.

Fala das crenças ficarem no consciente ou inconsciente e sempre voltam para fazer a pessoa acordar para mostrar quem realmente se é e reformular suas crenças.

Rafaela lembra que temos a capacidade de reprogramar as crenças limitantes a qualquer momento e fala dos os motivos das mesmas terem essas denominações e elas só estão presentes no cotidiano por causa do egoísmo, vaidade e da vista obscurecida.

Diz sobre os espíritas também gostarem das crenças limitantes e cita alguns exemplos e cita que acaba havendo um acomodamento sempre que há repetição dessas situações. A palestrante discorre sobre a importância de mudar a visão e começar a enxergar-se como um filho de Deus e não é necessário colocar nada dentro de si, e sim, somente limpar o que está sendo visto.

Relembra de cada pessoa ser responsáveis por si, inclusive na reformulação das crenças do passado e parar de culpar os outros pelos acontecimentos. Depois entra na questão de “não pediu pra nascer” e lembra que além de pedirmos para nascer sim, também escolhemos o nosso lar e a família e a vida atual é fruto das escolhas.

Comenta sobre o destino para a felicidade é o mesmo para todos e a única coisa que muda é a caminhada, pois essa é individual. Rafaela fala sobre a crença do “ninguém muda depois de idade x”, o quanto é legal até certo ponto ser vítima e receber atenção e amor, lembra os relacionamentos tóxicos e quando se coloca sempre a culpa no outro.

Depois fala das crenças das mulheres sobre homens, da história de nenhum homem prestar e todos traírem, o quanto absorvermos as crenças limitantes dos outros, principalmente das mães e pessoas próximas e a importância de racionalizar e revisitar as crenças limitantes e dá exemplos seus sobre essas questões.

Lembra das situações que a maioria das pessoas fazem, percebem as atenções e amores recebidos, e assim, repetem os padrões para continuarem ganhando esses gestos, fala sobre alguns indivíduos casarem por imposição social devido a crença de casar antes dos 30, o quão importante é levar essas questões com leveza e isso só consegue-se desvinculando-se das crenças.

Rafaela discorre sobre os concurseiros que “atiram para todos os lados” sem auto conhecimento e consciência do caminho a seguir, diz sobre a projeção inicial e ninguém ser treinado para construções ou curtir o momento, a maioria sempre quer o resultado sem passar pelo processo de construção e cita exemplos como a mãe fazer as coisas pelo filho.

Comenta sobre a necessidade de vivenciar os processos com as quedas, recuos e avanços porque é assim que funciona a natureza e também a reforma íntima. Diz da dificuldade de chegar a conclusão que alguém se tornou seu próprio pai ou mãe e da coragem e trabalho que é olharmos para as crenças limitantes e fazermos um auto perdão.

Discorre sobre as falhas serem normais e devem ser encaradas de forma leve, a necessidade do ego de sermos o número um em tudo, a problemática de não tirar a máscara social nem para você mesmo, os caminhos da virtude sempre vem de dentro para fora, a importância de viver em equilíbrio.

Por fim, Rafaela lembra que só ocorre evolução quando a pessoa é protagonista da própria história, fala sobre o controle, consumismo, apego e conta uma história sua com o sobrinho.

Apenas que: ♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️♥️ Mais uma palestra sensacional demais e total gente como gente.

E um aviso: O vídeo e o áudio estão dessincronizados, porém, nada impede a absorção das palavras e ensinamentos. É também ótimo para quem gosta de somente de ouvir as palestras e ir fazendo suas atividades. 🙂

Qualquer dúvida ou sugestão é só escrever nos comentários ou enviar um e-mail para contato@hidratarvicia.com.br

Beijos! 😉

(0) Comentários
Sobre
Ooooiee! Eu sou a Juliana, mais pode me chamar de Ju. :) Nasci e moro em Porto Alegre / RS. Sou Jornalista. Amo escrever. Sou espírita e adoro um hidratante corporal. Vem conferir como é normal ser espírita....ou vice versa. :P

Você pode também gostar

Comente pelo Facebook

Deixe seu comentário