Hidratando a Alma: c

22 fevereiro 2020

Oooieeeee!

Partiu hidratarmos a alma nesse sabadão com o filme espírita de hoje: As Cinco Pessoas que Você Encontra no Céu, lançado em 2004 e com direção de Lloyd Kramer.

(Clique aqui para conhecer o conteúdo exclusivo no Instagram)

SINOPSE:

Eddie era um jovem que cresceu em meio a guerras, trabalho árduo e educação rígida. No dia em que completa 83 anos, ele sofre um acidente no parque de diversões onde trabalhou a vida inteira. Quando ele dá por si, tudo o que ele sente é que passou uma vida sem propósito, sem rumo… E o que se sucede é uma revisitação de sua vida por cinco pessoas cujas vidas estavam de alguma forma ligadas à dele.

A obra conta a história de Eddie. O senhor cuida da manutenção de um parque de diversões a bastante tempo, ocorre um acidente com um dos brinquedos e ele desencarna tentando salvar uma menina.

De modo geral, Eddie era um rapaz “normal”, trabalhava no parque de diversões, tinha Marguerite como sua namorada e depois esposa, sofreu muitas complicações na guerra e voltou para o seu primeiro emprego, onde permaneceu até o fim dos seus dias.

Depois do seu falecimento, vamos acompanhar os primeiros momentos do protagonista, onde ele vai encontrando pessoas que passaram pela sua vida desde a infância, adolescência, guerra e chegando até a velhice. Todas possuem uma ligação com ele e por alguns motivos que só aquelas pessoas sabem. É como se fosse um “resolver pendências” para começar zerado “a sua nova vida”, digamos assim.

Em paralelo a isso, tem a parte burocrática na “vida real” do falecimento de Eddie. Seus colegas indo até a sua casa e conhecendo de verdade aquele ser tão devotado ao parque de diversões.

O filme mostra bem que sempre é possível “nos retratarmos” ainda em vida. O protagonista tinha muita culpa de algumas coisas que fez na guerra e, inconscientemente, se retratou cuidando das crianças no parque. Todos os não acidentes que ele poupou foram maiores que os pormenores causados em um determinado período de vida.

A obra tem mais de 2 horas, porém, nem se nota por causa do filme ser mega envolvente.

A história é uma delicadeza absurda. Impossível não sentir todas as emoções do protagonista e sua sensibilidade em todos os momentos. E mostra o quanto a caridade, a empatia e o que podermos fazer de melhor com pouco são importantes.

Qualquer dúvida ou sugestão é só escrever nos comentários ou enviar um e-mail para contato@hidratarvicia.com.br

Beijos! 😉

(0) Comentários
Sobre
Ooooiee! Eu sou a Juliana, mais pode me chamar de Ju. :) Nasci e moro em Porto Alegre / RS. Sou Jornalista. Amo escrever. Sou espírita e adoro um hidratante corporal. Vem conferir como é normal ser espírita....ou vice versa. :P

Você pode também gostar

Comente pelo Facebook

Deixe seu comentário