A Casa das Mil Palavras – Cristina Censon

29 maio 2020

A Casa das Mil Palavras / Cristina Censon / 412 Páginas / Editora Petit /☆☆☆☆

Skoob

Oooieeee!

E chegamos ao último livro do Clube do Livro Boa Nova que terá resenha por aqui. Pois sim! Estava dando tanto problema que achei ser um sinal para parar um pouco e assinar novamente depois de um tempo. Não vamos brigar com a Espiritualidade, não é mesmo? 🙂

Bom! O livro é A Casa das Mil Palavras, escrito pro Cristina Censon em parceria com o espírito Daniel e é da editora Petit.

Partiu conferir todos os detalhes na resenha.

(Clique aqui para conhecer o conteúdo exclusivo no Instagram)

RESUMO:

Uma casa que abriga mil palavras, mil emoções, mil segredos… De geração em geração, eventos drásticos, apaixonantes e surpreendentes se sucederam em uma casa suntuosa, construída por dois irmãos que vieram da França para o Brasil a fim de tentar novas oportunidades. Em tempos mais recentes, quis o destino que Sophie, uma jornalista francesa que pertencia à última geração da família Busson-Carvalhal, proprietária dessa mansão, viesse ao Brasil para uma visita que marcaria todos os seus familiares: Lucille, irmã de sua avó; Bertrand, um habitante do mundo espiritual torturado pelos próprios erros; Madalena, fiel amiga; Gilles e seus dois filhos, Philipe e Hector. Em uma jornada de ódio, amor e descobertas, A Casa das Mil Palavras reunirá sob seu teto pessoas que aprenderão, mais que desvelar o passado, os ensinamentos espirituais necessários para viver um futuro de alegria e paz.

A obra mistura romance atual com antigo e tem a jornalista Sophie como protagonista. A mesma mora na França, junto com a sua vó e tem uma relação bastante complicada com a sua mãe.

Tudo estava indo bem até Berthe pedir para neta ir para Brasil conhecer suas origens e a verdadeira história e, logo após, desencarnar. Sophie cumpre a solicitação e desembarca no Brasil tanto para conhecer os seus antepassados quanto para trabalhar como jornalista fazendo reportagens no local.

A partir de então, vamos acompanhar todos os mistérios envolvendo a fazenda, os ambientes e os apegos espirituais ali presentes, principalmente em relação aos escravos e a um antigo morador que não aceita a sua própria partida.

Sophie também acaba conhecendo a verdadeira história da sua vó, onde a mesma casou iludida e fugiu meses depois com a filha. Nunca mais voltou, porém, teve contato com os empregados do local.

Além disso, conhecemos as problemáticas e dificuldades entre irmãos, a culpa, o luto, o querer abandonar tudo depois da perda, perdão e reconciliação.

Ao longo da narrativa, é mostrado ao leitor os fatos de vidas passadas que desencadearam as situações atuais e também como a mediunidade é para todos, inclusive para quem é cego.

A parte espiritual saudável fica por conta de Madalena, empregada da casa a anos, parceria de Berthe e bastante espiritualizada.

O texto é de fácil entendimento e a leitura é fluída, porém, eu achei um pouco confusa. Teve tanta história e personagem que deu um nó na cabeça. Mas, lembrando, que isso é a minha percepção.

Onde Achar:

Disponível somente em formato físico:

(Blog ganha comissão por venda)

Qualquer dúvida ou sugestão é só escrever nos comentários ou enviar um e-mail para contato@hidratarvicia.com.br

Beijos! 😉

(0) Comentários
Sobre
Ooooiee! Eu sou a Juliana, mais pode me chamar de Ju. :) Nasci e moro em Porto Alegre / RS. Sou Jornalista. Amo escrever. Sou espírita e adoro um hidratante corporal. Vem conferir como é normal ser espírita....ou vice versa. :P

Você pode também gostar

Comente pelo Facebook

Deixe seu comentário