Hidratando a Alma: Palestra “O Mágico Não É Místico” – Monja Coen

29 agosto 2021

Oooiiieeee!!!

Partiu hidratar a alma nesse domingão com a palestra espiritualista de hoje: O Mágico Não É Místico: A Transformação no Dia a Dia com Monja Coen. O evento aconteceu no dia 18 de Janeiro de 2018 em São Paulo – SP.

(Clique aqui para conhecer o conteúdo exclusivo no Instagram)

O vídeo inicia com uma lindíssima abertura espiritual e, após, a palestrante fala sobre Mário Sérgio Cortella e seus dizeres sobre esperançar e não esperar, ou seja, de não ficar esperando a sabedoria chegar e sim ir atrás da mesma com procura e estudo e dá o exemplo de uma senhora conhecida sua e que adquiriu uma grande capacidade de filosofar e apreciar a vida.

Diz todos estarem interligados e pertenceram a mesma família humana, a importância de apreciar a si, a vida e fazer coisas sozinho como meditação e se aprofundar na verdade. Comenta que para sermos abençoados e protegidos pelos seres celestiais, é preciso o indivíduo criar causas e condições favoráveis e Monja faz um exercício com a plateia com meditação consciente.

Fala sobre agradecimento, faz a reflexão de onde estávamos a tempos atrás e conta a história do fotógrafo inglês que veio ao Brasil para tirar fotos de pessoas de várias áreas do Brasil, de etnias diferentes, ela foi uma das escolhidas e o resultado desse encontro. Lembra de muitos não terem noção desse processo de evolução, a interligação do passado e futuro mais distante e pertencermos a única espécie.

Discorre sobre o pensamento buda e iluminado e o mesmo acontecer no cotidiano, de aquilo que acontece consigo não ser culpa do outro e sermos co-responsáveis pela realidade vivida por si, como a estamos encarando e a importância de sermos agradáveis a nós mesmos porque convivemos conosco o tempo inteiro.

Coen também comenta sobre o amor universal, dos cegos e a linguagem dos sinais, o início de um relacionamento e o convívio e de muitas pessoas esperarem que o outro se adapte a seus costumes, a necessidade da relação ser mútua e manter isso uma vida inteira é raro. Fala das relações humanas de modo geral, as brigas ocorridas por causa do futebol e política, a necessidade de compaixão e amor tanto para o outro quanto para si mesmo e parar de colocar sempre a culpa nos outros pelos acontecimentos ocorridos.

Cita que quem está pleno de sabedoria, tem conhecimento de nada pertencer a si, a maioria mal conhece seu corpo e suas verdadeiras necessidades e a importância da alimentação e dos alimentos em si. Diz sobre os casais que estão a anos juntos e não se suportam, a importância de ver o melhor das pessoas e saber direcionar de forma saudável a transformação e o desenvolvimento da sabedoria.

A palestrante relembra sobre a sabedoria ser a compreensão clara da realidade e não uma coisa mística e separa do real, a necessidade de fazer bem e isso atingir o maior número de pessoas, conta histórias onde esteve presente, o sofrimento ser opcional, as armadilhas da própria mente, a diferença entre ser bonzinho e correto e adequado e faz a a reflexão de quão é importante os dois lados da pessoa (pública e consigo mesma) serem exatamente iguais.

E pela primeira vez assisti a uma palestra inteira da Monja Coen, tirando os vídeos curtos e livros e adorei demais. Mesma sabedoria, aprendizado, calma e aquela pitada de humor ácido incrível. Certamente teremos mais palestras da mesma por aqui.

Qualquer dúvida ou sugestão é só escrever nos comentários ou enviar um e-mail para contato@hidratarvicia.com.br

Beijos! 🙂

(0) Comentários
Sobre
Ooooiee! Eu sou a Juliana, mais pode me chamar de Ju. :) Nasci e moro em Porto Alegre / RS. Sou Jornalista. Amo escrever. Sou espírita e adoro um hidratante corporal. Vem conferir como é normal ser espírita....ou vice versa. :P

Você pode também gostar

Comente pelo Facebook

Deixe seu comentário