Os Espíritos Contaram – Maria Elisabeth Barbieri

17 maio 2022

Os Espíritos Contaram / Maria Elisabeth Barbieri / Por Espíritos Diversos / 160 Páginas / Editora Fergs / ☆☆☆☆☆

Skoob

Oooiiiieeee!!!

E daí peguei para ler um dos últimos lançamentos da Editora Fergs: Os Espíritos Contaram que foi escrito pela autora Maria Elisabeth Barbieri em parceria com diversos espíritos.

Partiu conferir todos os detalhes na resenha abaixo.

(Clique aqui para conhecer o conteúdo exclusivo no Instagram)

RESUMO:

Os Espíritos contaram é uma obra que transita no limiar entre os dois mundos. Nestas narrativas simples, de vidas que sustentam suas lutas, plasmam seus ideais e prosseguem a jornada de ascensão encontramos o legado de muitas lições que confortam a alma e ampliam a visão sobre as dores e alegrias terrenas.

Ao todo a obra possui 2 grandes partes, onde a primeira tem 14 capítulos com contos espíritas dos espíritos diversos, a segunda parte com 17 capítulos junto com o prefácio e é uma história completa que tem Siá Tonha como protagonista.

A primeira parte são de amigos espirituais já desencarnados como Saulo, Mendes, Egydio, Pompílio, R.P. Michelena, Humberto de Campos e Joaquim Nabuco que escreveram algumas narrativas. Umas possuem uma parte somente e outras de 3 a 5 capítulos como as histórias de Semeando Espinhos e Um Natal Diferente. Nesta fase, os contos que mais chamaram a minha atenção foram Um Soldado na Guerra e na Paz que contou a história deum comandante de guerra que viveu por 95 anos e ficou refletindo sobre todas as mortes que aconteceram no período, Um Natal Diferente que narra sobre Juvenal e o pequeno orfão inesquecível Moedinha e os fatos sobre Francisco Spinelli e como o mesmo chegou ao Brasil e deu início a uma revolução literária com o surgimento da Feira do Livro, Congressos Espíritas e sua tremenda importância dentro do meio espírita.

Já a segunda parte é uma obra completa, que se passa nos tempos antigos e onde Siá Tonha é uma benzedeira conhecida na região e sempre que pode está ajudando os moradores, em especial Antônia. Com o passar dos dias, Tonha vem a desencarnar e, a partir de então, o leitor vai acompanhando as consequências deste fato entre os moradores.

Com o desencarne da senhora, alguns personagens vão abrindo seus olhos espirituais, mediúnicos e emocionais, entre eles, a própria Antônia e Hilário. Depois de um tempo, Siá Tonha retorna e passa a se comunicar através de médiuns, principalmente para ajudar aos índios e outras pessoas tão necessitadas de auxílio. Sendo assim, é possível ver o desenrolar dos fatos com a evolução e entendimento de Antônia em todos os aspectos, inclusive de vidas passadas. Uma parte muito bonita é um poema escrita para Siá Tonha que é extremamente delicada e sensível ao mesmo tempo. As partes espirituais, em grande parte do tempo, ficam a cargo de Sepé que tanto ajudou aos índios da região quanto na evolução de Antônia.

O texto é de fácil entendimento e a leitura é fluída e envolvente do começo ao fim. Para quem gosta de ótimos contos espíritas reflexivos maduros é uma ótima pedida. Fora que é uma obra 2 em 1, pois você termina a primeira parte e já entra em outro mundo complementa diferente. Vibes diferentes, porém, bastante iguais. Muito bom!

Um ponto importantíssimo a ser mencionado e já tradicional nos livros da Fergs é a belíssima e maravilhosa diagramação e as ilustrações entre os capítulos. Uma delicadeza sem fim.

Onde Achar:

Disponível em formato físico e digital:

(Blog ganha comissão por venda)

Qualquer dúvida ou sugestão é só escrever nos comentários ou enviar um e-mail para contato@hidratarvicia.com.br

Beijos! 🙂

(0) Comentários
Sobre
Ooooiee! Eu sou a Juliana, mais pode me chamar de Ju. :) Nasci e moro em Porto Alegre / RS. Sou Jornalista. Amo escrever. Sou espírita e adoro um hidratante corporal. Vem conferir como é normal ser espírita....ou vice versa. :P

Você pode também gostar

Comente pelo Facebook

Deixe seu comentário

Hidratar Vicia