A Feira dos Casamentos – Wera Krizhanovskaia

18 março 2020

A Feira dos Casamentos / Wera Krijianowskaia / Pelo Espírito J.W. Rochester / 451 Páginas / Editora Correio Fraterno / ☆☆☆☆☆

SkoobGoodreads

Oooieeee!

Eu achava que a parceria Wera Krijianowskaia e J.W. Rochester só tinha obra com história pesada, até a Catherine (Especialista em Rochester) me dar a dica do livro A Feira dos Casamentos lá no Instagram e adorei.

(Clique aqui para conhecer o conteúdo exclusivo no Instagram)

RESUMO:

Intrigas e traições delineiam a história de sedução dos casamentos aristocráticos, onde personagens buscam riqueza e poder na antiga sociedade imperial -russa. Perdas e ganhos de fortunas misturam-se a lutas pessoais de superação, enquanto valores morais como os da personagem Tâmara apaziguam ódios e transforma orgulhos feridos. J.W.Rochester, traduzido por Herminio C Miranda, constrói com brilhantismo o fascinante enredo, um verdadeiro painel de emoções, onde cada personagem irá revelar a seu tempo o seu verdadeiro caráter. Um convite ao leitor para mergulhar em um mundo de sentimentos, distantes pelos lugares e tempos descritos, mas muito perto da realidade de todos nós.

A obra se passa na sociedade russa imperial e tem Tâmara como protagonista. A moça foge do padrões da época, é de família rica e apaixonada por Arsênio. Tudo estava indo bem de certo modo até ela e seus entes ficarem pobres, ser abandonada pelo noivo e ele ir atrás de outra mulher com dinheiro e status.

Tâmara se fecha em seu mundo ao mesmo tempo que vai narrando ao leitor como acontecem as relações superficiais naquela época. A moça possui amigas do internato e as mesmas fazem de tudo para conseguir um bom marido que lhes dê fama, glamour e muito dinheiro. Nenhuma quer se envolver por amor e carinho sincero por seus maridos.

A protagonista também tem uma forte sensibilidade e começa a conhecer a Espiritualidade tanto pelo viés positivo quanto negativo. Recebe notícias da sua mãe já desencarnada lhe dando todo o suporte necessário, assim como também participa de mesas girantes que mais assustam do que agregam.

Com o passar do tempo, Tâmara resolve se casar com o cadeirante Magnus. Um moço muito bom e que foge dos padrões de personalidade da época. Os dois se tornam muito amigos e se bastam. Criam um modo próprio com muito carinho e cultura, destoando totalmente das suas amigas.

Falando em amigas, o leitor também acompanha as vidas vazias dessas moças. Infelizes, doentes nos quartos e felizes perante a sociedade. Também dos homens que se casam para não ficarem sozinhos e por dinheiro, porém, não dão conta e se jogam nas bebidas e nas vulgaridades.

Durante toda a narrativa é um feito um contraponto entre a vida de Tâmara e a vida superficial da sociedade da época. Inclusive a luta interna da protagonista em vários momentos perante algumas situações, inclusive ao seu antigo noivo.

Ao contrário da maioria dos livros da parceria Wera-Rochester, as partes mediúnicas, obsessivas e espirituais são mais suaves e vão decorrendo ao longo da história em pequenas e grandes pitadas.

O texto, apesar de antigo, é de fácil entendimento e a leitura é densa e ao mesmo tempo fluído.

E eu gostei demais da analogia feita do título do livro. Antes de ler eu jurei que fosse uma feira real oficial. 😛 E quando você vai lendo, percebe que é bem pior moral e emocionalmente falando.

Onde Achar:

Disponível em formato físico e e-book:

(Blog ganha comissão por venda)

Qualquer dúvida ou sugestão é só escrever nos comentários ou enviar um e-mail para contato@hidratarvicia.com.br

Beijos! 😉

(0) Comentários
Sobre
Ooooiee! Eu sou a Juliana, mais pode me chamar de Ju. :) Nasci e moro em Porto Alegre / RS. Sou Jornalista. Amo escrever. Sou espírita e adoro um hidratante corporal. Vem conferir como é normal ser espírita....ou vice versa. :P

Você pode também gostar

Comente pelo Facebook

Deixe seu comentário