Hidratando a Alma: Amor Além da Vida – Vincent Ward

17 novembro 2018

Ioooeeeiii!

E a indicação Netflix nesse sabadão para hidratar a alma é: Amor Além da Vida, lançado em 1998.

Siiim! Um cláááássico tanto quanto ao filme em si quanto um dos pioneiros a retratar a vida de uma pessoa suicida.

SINOPSE:

Chris Nielsen (Robin Williams), Annie (Annabella Sciorra), sua esposa, e os filhos do casal fazem uma família feliz. Mas os jovens morrem em um acidente e o casal é bastante afetado, principalmente Annie. No entanto, eles superam a morte dos filhos e conseguem levar suas vidas adiante, mas quatro anos depois é a vez de Chris morrer em um acidente e ser mandado para o Paraíso. Mas não um Céu com arcanjos e harpas, pois lá cada um tem um universo particular e o dele é uma pintura (sua mulher coordenava uma galeria de arte). Enquanto tenta entender o Paraíso, onde tudo pode acontecer, bastando que apenas deseje realmente, Chris fica sabendo que Annie, dominada pela dor, comete suicídio. Assim, ele nunca poderá encontrá-la, pois os suicidas são mandados para outro lugar. Mesmo assim decide tentar achá-la, apesar de ser avisado que mesmo que a encontre, ela nunca o reconhecerá.

A história é de uma família “feliz” que os filhos e o marido desencarnaram e Annie fica sozinha.

Ele, sem conhecimento espiritual algum e apegado, não larga e nem esquece a esposa. Achando que está ajudando, quando na verdade, está piorando a situação.

Aí acontece uma situação que, infelizmente, é muito real ainda hoje: “Vou me matar para ficar com ele/eles”. E como sabemos: Isso não acontece porque suicidas vão para o umbral.

A partir daí Chris, o marido, faz uma jornada épica para encontrar a esposa e resgatá-la. No filme foi retratado muito “simples assim”, mas, para “começo de conversa sobre o assunto” foi maravilhoso. Foi o início da abertura dos olhos para a população.

O mais inacreditável disso tudo é que Chris foi retratado por Robin Williams, que fez diversos filmes espiritualistas e…se matou em agosto de 2014.

E por fim e aproveitando o ensejo: O Centro de Valorização da Vida não fica aberto somente no mês de setembro amarelo, viu galera? Ajuda todos dias, horas e minutos. Quem estiver precisando de apoio, nem pense duas vezes em clicar aqui: https://www.cvv.org.br/

(0) Comentários
Sobre
Ooooiee! Eu sou a Juliana, mais pode me chamar de Ju. :) Nasci e moro em Porto Alegre / RS. Sou Jornalista. Amo escrever. Sou espírita e adoro um hidratante corporal. Vem conferir como é normal ser espírita....ou vice versa. :P

Você pode também gostar

Comente pelo Facebook

Deixe seu comentário