Hidratando a Alma: Palestra “Segurança Moral” – Andréa Guimarães

12 setembro 2021

Ooiiiieeee!!!

Partiu hidratar a alma nesse domingão com a palestra espírita que hoje é com Andréa Guimarães e o assunto “Segurança Moral”. O evento aconteceu no dia 13 de Agosto de 2021 na Comunhão Espírita de Brasília – DF.

(Clique aqui para conhecer o conteúdo exclusivo no Instagram)

A palestrante começa falando sobre o tema em questão quase sempre passa despercebido, a reflexão sobre a segurança moral de cada um e o acesso as boas novas, se dando sempre através de leituras dos Evangelhos em qualquer fonte de literária segura.

Comenta sobre o capítulo 24 do O Evangelho Segundo o Espiritismo, onde abordado sobre não colocar a candeia embaixo do alqueire, da impossibilidade de esconder a luz da verdade porque a mesma é e está em nós e na condição de sermos espíritos imortais e também fala sobre o item 15 do mesmo capítulo.

Diz sobre o livre arbítrio para o discernimento entre o bem e o mal, a importância da coragem, principalmente da fé e confiança na origem espiritual e autoconhecimento. Relembra a grandeza moral de Jesus Cristo, levanta a reflexão do que nos mantém de pé e leva a ambientes renovadores como uma espírita espírita, a inteligência moral e a assistência fraterna, protetora e solidária dos mentores espirituais que fazem muito, porém, não decidem por nós.

Andréa discorre sobre a moral, a fé espírita que não é cega e enxerga, raciocina e questiona e fala sobre a questão 629 do O Livro dos Espíritos, onde é abordado sobre a moralidade. Também fala sobre a moral é que dá condições ao indivíduo discernir entre o bem e o mal e comenta sobre a questão 630 do mesmo livro já referido.

Discorre sobre a expressão e frase “não fazer ao outro, aquilo que não gostaríamos que fizesse conosco” e o quanto essa frase é fundamental para o entendimento da moral e diz de todos serem capazes de encontrar respostas e soluções para os desafios e todas as dúvidas serão esclarecidas no tempo e na hora certa.

Por fim, lembra as outras seguranças como material e patrimonial e o esquecimento e tentativa de fuga da moral e do encontro consigo mesmo. Lembra a importância da empatia e compreensão de sermos espíritos imortais, diz sobre o ser humano precisar viver a segurança moral, por mais imperfeitos que sejamos, por um meio de uma virtude luminosa chamada grandeza. Ou seja: maturidade de nutrir e manter nossas emoções e questões como terra fértil e da necessidade de humildade e o que, de fato, uma pessoa humilde.

Não conhecia a Andréa e adorei. Quanta leveza e sabedoria de forma simples e prática. Muito bom!

Qualquer dúvida ou sugestão é só escrever nos comentários ou enviar um e-mail para contato@hidratarvicia.com.br

Beijos! 🙂

(0) Comentários
Sobre
Ooooiee! Eu sou a Juliana, mais pode me chamar de Ju. :) Nasci e moro em Porto Alegre / RS. Sou Jornalista. Amo escrever. Sou espírita e adoro um hidratante corporal. Vem conferir como é normal ser espírita....ou vice versa. :P

Você pode também gostar

Comente pelo Facebook

Deixe seu comentário